Visto, dicas e curiosidades

Como arrumar a mala

mala_funcional

Quando o assunto é preparar a mala de viagem, a aflição toma conta, até mesmo dos mais habituados a viajar. Nessa hora, economizar espaço é fundamental. É preciso equilibrar as roupas na bagagem de acordo com sua programação, além de escolher as peças certas para o clima do seu destino. Por isso, separamos algumas dicas que te ajudarão no momento de arrumar as malas para a viagem tão esperada!

Veja como é possível fazer uma mala e não ultrapassar o peso limite:

Antes de tudo confira a previsão do tempo que fará na cidade para onde vai viajar,  isso facilita sua decisão do que levar e dessa forma você filtra da maneira correta o que levar na bagagem.

 O ideal para viagens de avião é ter uma mala para despachar e outra de mão para levar coisas essenciais e de preferência o que será usado durante o voo.

Leve uma mala de mão que seja fácil de carregar. (Opte por malas pequenas de acordo com a regra da companhia aérea). A mala deve caber embaixo do assento ou nos compartimentos acima das poltronas e é importante que ela não incomode os passageiros ao lado.

Seja uma viagem longa ou curta, o ideal é colocar alguns objetos essenciais na mala de mão:

  • Remédios para dor de cabeças ou outros problemas (de acordo com o estado do passageiro).
  • No avião os líquidos devem ser transportados com uma capacidade máxima de 100 ml cada, em embalagens individuais na bagagem de mão. É necessário guardá-los em bolsas plásticas transparentes.
  • Escova e Pasta de dentes (escolha produtos com tamanhos pequenos para facilitar e diminuir o peso da mala)
  • Uma muda de roupas (para possíveis imprevistos, e eles acontecem!)
  • Câmera Fotográfica, Ipod, Notebook (para não ter perigo de quebrar por acidente)
  • Celular
  • Máscara de dormir (opcional do passageiro)
  • Objetos pessoais de valor (jóias ou Relógios)
  • Passaportes, documentos e reservas
  • Uma blusa de frio (caso a temperatura do ar condicionado do avião incomode)

Preencha sua mala de acordo com a programação de viagem. É legal saber o que fará durante a hospedagem e para onde pretende ir. Viaje com essa certeza, facilitará e muito a preparação da mala e também é uma forma de levar o que realmente importa para viagem.

Na arrumação das peças coloque as mais pesadas em primeiro lugar, de preferência no fundo da mala. As calças devem ser dobradas pelo vinco. Ajeite as peças de uma forma que economize os espaços. Um exemplo é colocar as calças no sentido inverso.

  • Depois de arrumar as peças pesadas, coloque as camisetas, se tiver blusas, escolha as mais leves, para contrapor os colarinhos e golas.
  • Dobre as camisas numa linha abaixo da cintura. Fará que a marca da dobra fique pra dentro da saia ou da calça na hora de usar.
  • Esquecer algum item é normal, para evitar esse tipo de problema, deixe um espaço em branco na mala para uma possível lembrança. Caso não ocorra a lembrança, pense que já terá um espaço sobrando para possíveis compras.

Ainda nas roupas procure escolher as mais sutis, elas combinam com qualquer clima, a opção é a escolha das roupas sem muitas estampas, elas só combinam com um clima específico.

É importante a escolha de peças e tecidos que não amassam. Na chegada do hotel, pendure as roupas em cabides, pode ser no banheiro durante o banho, pois o vapor tira as dobras.

A dica da personal organizer é pensar sempre em peças que podem ser usadas mais de uma vez e que combinam com várias coisas. “Por exemplo: uma calça jeans, ou um leg podem ser usados umas três vezes, então, leve-os com três camisas. Desta forma você já tem três looks montados”, diz. “Peças básicas e com cores neutras também ajudam a fazer a combinação”, acrescenta.

“O mesmo pensamento vale para os sapatos: leve pares básicos, confortáveis, que combinem com a estação, assim você pode usá-los mais de uma vez e evita levar a sapateira inteira”

Revise sua mala, dessa forma você ajusta aos poucos o que levar e confere se colocou algumas coisas a mais ou a menos. Se tiver esse tipo de preocupação, você vai arrumar corretamente a sua mala e viajará sem dor de cabeça.

10° Depois de revisar, não se esqueça de etiquetar as malas. Nas etiquetas devem ter o nome completo, telefones, hotéis. Não esqueça de comprar o cadeado e testá-lo com antecedência. Se for com senha, não esqueça de anotá-la em algum lugar fácil  de resgatar.

Agora é só colocar em prática nossas dicas e aproveitar sua viagem!

images

Outras Dicas

Os scooters da Índia ainda mais baratos do que os táxis “normais” – Discuta o preço antes de subir em qualquer tipo de táxi e barganhar sempre. O ideal é pedir na portaria do hotel um motorista que fale alguma coisa de inglês, e eventualmente contratá-lo para o dia todo, quem sabe até contratar alguns passeios com ele. Se ele falar mesmo inglês, será também uma boa oportunidade para ficar sabendo um pouco mais do país e seus costumes.

A Índia é um verdadeiro paraíso das compras -Encontra-se de tudo: tecidos e roupas de seda e algodão, jóias, bijuterias, estátuas de bronze e de madeira, antigüidades (verdadeiras ou não), pinturas, objetos religiosos, penduricalhos, incenso, essências aromáticas, caixinhas esculpidas, porta-jóias, cerâmica, sandálias, bolsas, etc.

– Quando for fazer compras: 1) Barganhe sempre. O preço inicial que lhe pedem é sempre superior ao valor real da mercadoria e a barganha faz parte da cultura local; 2) Cuidado com as falsificações, tanto de produtos “de marca” quanto de “antigüidades”.- As culturas, hábitos e religiões asiáticas são mesmo bem diferentes das nossas. Respeite-as para ser respeitado.

Alguns cuidados – Muita gente passa mal na Índia devido aos temperos e à higiene às vezes duvidosa. Leve remédio para o aparelho digestivo e só beba água mineral ou fervida. Talvez você sofra um pouco no início; isso é comum e não significa necessariamente que você tenha pego uma doença. – Uma boa proteção contra os temperos indianos é sempre, junto com as refeições, pedir um lassi (um iogurte líquido, puro ou com frutas). – Na Índia, não ande na rua de mãos dadas, e nem abraçado com sua esposa ou namorada. E disfarce sua surpresa se os homens por lá andarem de mãos dadas; é apenas o costume.

Drogas -Atenção, new and old hippies e afins: já se foi o tempo em que a Ásia era o paraíso dos usuários de drogas. Hoje isso é crime por lá também, a polícia e os fiscais da alfândega estão atentos e, dependendo do país e da quantidade apreendida, pode dar até pena de morte. Há entretanto curiosas contradições: na cidade sagrada de Pushkar, na Índia, é um hábito tomar iogurte misturado com haxixe (gosto não se discute…)! Andando a pé pelas grandes cidades indianas, é inevitável que, em maior ou menor grau, você seja assediado por miseráveis. Por mais difícil que seja, você deverá enfrentar isso com frieza: ignore, apresse o passo e vá adiante.

As castas – Saiba que a miséria lá não é só uma questão econômica, e resulta em maior parte da divisão religiosa da sociedade em castas, que existe há séculos. Lembre-se de você que é apenas um visitante e que não será capaz de resolver esse problema crônico, mesmo que lhes dê tudo o que tem na carteira. Pense também que, assim como acontece no Brasil, lá muitos adultos vivem da exploração de crianças pedintes, inclusive de crianças doentes que, se tratadas, deixariam de gerar “renda”. E, finalmente, não se esqueça da sua própria segurança: se você der um trocado para um, aparecerão imediatamente mais dez em cima de você.

Comportamentos e costumes  – Evite estender a mão para um indiano tradicionalista; deixe que ele o faça primeiro. Um brâmane tradicional não gosta de ser tocado (Não é nada pessoal…). É melhor cumprimentá-lo com uma pequena inclinação de cabeça e as mãos juntas na altura do peito, com a expressão “Namasté”.

Mulheres -Para as mulheres: embora os indianos sejam, de modo geral, cordiais, você poderá encontrar alguns tipos que agem de forma meio “folgada” com relação às ocidentais. Uma maneira de procurar evitar isso é andar na rua “colada” com seu amigo, namorado ou marido (mas não abraçada). Se estiver sozinha e for assediada, não titubeie: fale alto e ameace chamar a polícia. Evite saias e vestidos curtos ou blusas decotadas.

Índia: Simples de explicar e difícil de entender.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Explore a cultura indiana com os roteiros exclusivos da Indo Asia Tours!

Entre em contato com a anfitriã Andrea e saiba mais sobre nossos pacotes em grupo:

(11) 94114-2002 – andrea@indoasiatours.com.br

Anúncios